PALAVRAS SINGULARES

São palavras jeitosas, formosas, inteiras.

Sem sentido, sem juízo, sem valor.

Faceiras, brejeiras, até corriqueiras.

Palavras intensas, carentes ou contentes.

Indecentes, inocentes, contingentes.

Trazem riso, pouco siso, alegoria.

Palavras de fé, de magia, de folia.

Fazem chorar, descontrolar e lamuriar.

Falam de amores, de dissabores,

exaltam as dores.

Palavras alegres, cintilantes, efusivas.

Verdadeiras, sorrateiras, benzedeiras.

Palavras que excitam, incitam, ousam sonhar.

Assim como falam, se calam.

Suplicam, replicam, explicam.

Palavras perdidas, inventadas...

De enfeite, deleite, um falsete.

Palavras tão belas, palavras de fera.

São palavras singulares,

São palavras de mim.

domingo, 30 de setembro de 2012

QUE ME VENHA ESSE AMOR
(By Me)
 
Que me venha esse amor
Nas asas do vento
Que sopra sem parar
 
 Que me venha esse amor
Como o mar silencioso
Beijando a areia
Em noite de luar
 
Que venha esse amor
Com sorriso menino
E doçura no olhar
 
Que me venha
Esse homem
Com a força do desejo
E a ânsia de amar
 
Que me venha esse amor
Com a poesia nas mãos
E rimas no olhar
 
Que navegue por mim
Como um vapor antigo
Deslizando nas águas
Sem pressa de chegar
 
Que venha sem medos
Pra mim, venha inteiro
Que traga na bagagem
Apenas a vontade
De querer ficar
 


2 comentários:

  1. lindo seu blog te seguindo vem também ficar conosco bjuuu

    ResponderExcluir
  2. Olá... és um lindo trabalho!!!

    ResponderExcluir